Pular para o conteúdo

A consulta está encerrada

rss

Propostas

Além de poder deixar comentários (clique no título da proposta para acessar esta opção), você pode avaliar até 20 propostas que você considere prioritárias, distribuindo sua avaliação nos 4 Eixos da Conferência Nacional (de preferência 5 em cada eixo).

2.2. Educação e Formação Artística e Cultural

  • Proposta 2.2 – 01

    Investir na formação continuada, contemplando as áreas artísticas e culturais em nível técnico e superior, incluindo a criação de cursos nas Instituições de Educação Superior – IES públicas (artes cênicas e outras linguagens), com o intuito de garantir: a) a formação continuada de arte educadores/as para ministrar conteúdos artísticos; b) a formação técnica de profissionais do setor cultural e artístico que atuam em âmbito público ou privado; c) o investimento em instituições estaduais e federais de ensino superior para a interiorização de cursos de extensão, graduação e pós-graduação na área de Artes; d) a criação de um curso de especialização em Gestão da Cultura para gestores/as, produtores/as, artistas e sociedade em geral.

    CE.MS.06/2.2CE.PI.38/2.2 CE.PI.42/2.2 CE.PI.45/2.2 CE.PI.47/2.2 CE.PI.49/2.2 CE.RR.63/4.2
    CE.SC.15/4.2

    2
    Comentários   
  • Proposta 2.2 – 02

    Descentralizar as escolas de arte, fomentando a criação e a ampliação de polos regionais de capacitação em arte e cultura, incluindo cursos nos níveis técnico-profissionalizante, de graduação e pós-graduação, conforme as realidades regionais; e garantir a edição e reedições atualizadas de livros didáticos que tratem do patrimônio histórico, artístico-cultural, material e imaterial, em parceria com as Universidades federais e estaduais, tendo como fontes os estudos e pesquisas disponíveis, bem como a tradição oral.

    CE.MT.09/2.2 CE.PI.41/2.2 CE.PI.43/2.2 CE.PI.48/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 03

    Estabelecer parcerias com o Ministério da Educação (MEC) para a utilização dos mestres e griôs tradicionais afro-brasileiros como professores nos 3 níveis de ensino; valorizar o ensino da arte e da cultura africana e afro-brasileira, implantando a Lei 10.639/03; recomendar ao MEC a criação e a inserção da disciplina de Acessibilidade Cultural nos cursos técnico e superior, para a formação de profissionais da área de Arte, Cultura e Educação; e construir uma agenda conjunta da Cultura e da Educação para fomentar a capacitação de professores e educadores.

    CL.14.15/2.2 CL.20.13/2.4 CL.34.6/2.2

    2
    Comentários   
  • Proposta 2.2 – 04

    Discutir, elaborar, conceber e garantir recursos para executar, conjuntamente com as Instituições de Ensino Superior – IES, planos, programas e projetos de formação, promoção e difusão cultural; criar cursos técnicos, profissionalizantes e de nível superior na área de arte, cultura e patrimônio que atendam à demanda de profissionais, artistas e gestores da cultura, em todos os níveis federativos.

    CE.CE.14/2.1.B CL.08.13/2.2 CL.08.20/2.2

    2
    Comentários   
  • Proposta 2.2 – 05

    Implantar sistema de educação sobre a economia criativa e a economia solidária em artes, a partir de projetos nas comunidades urbanas, do campo e ribeirinhas; valorizar (com suporte técnico e financeiro) os profissionais da Arte/ Educação e Artistas, viabilizando capacitação e formação junto aos Institutos de Ensino Superior e Técnico; garantir a participação e o protagonismo dos mestres, professores e pesquisadores indígenas na elaboração de conteúdos e nos processos de educação artística e cultural de suas comunidades e da sociedade em geral.

    CE.MS.15/4.2 CL.11.10/4.3

    1
    Comentário   
  • Proposta 2.2 – 06

    Criar e ampliar nas instituições públicas a oferta de cursos de formação na área cultural, de graduação e pós-graduação, bem como fomentar a criação de escolas livres e escolas superiores de artes, implantadas por região, em parceria com universidades públicas.

    CE.SC.13/3.4 CE.SP.17/3.4

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 07

     Otimizar o uso dos espaços das escolas públicas nos finais de semana para realização de atividades artístico-culturais para as quais o equipamento for adequado e promover a valorização acadêmica das atividades de extensão universitária, em especial na área de cultura.

    CE.PI.44/2.2 CL.08.32/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 08

    Implantar o ensino das culturas tradicionais, visando efetivar as leis nº 10.639/03 e 11.645/08 nas instituições de ensino, e promover o resgate da história cultural de povos primitivos de nossa cultura – pescadores, quilombolas e indígenas – garantindo a sua inclusão nos currículos escolares.

    CE.RJ.05/4.2.A CE.RJ.2/1.2.C

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 09

    Incentivar a transmissão oral das culturas populares e tradicionais nas escolas e comunidades locais e reconhecer o artista de tradição oral como agente formador, preservando, assim, a transmissão do conhecimento oral.

    CE.PI.40/2.2; CL.26.11/2.2

    1
    Comentário   
  • Proposta 2.2 – 10

    Apoiar as Instituições de Ensino na criação de cursos de nível técnico e superior e de formação continuada em Acessibilidade Cultural; Ampliar a concessão de bolsas de estudos para cursos de pós-graduação em artes; e recomendar que o CNPq estimule com mais bolsas de pesquisa a área interdisciplinar de cultura e abra a subárea de cultura.

    CL.08.31/2.2 CL.14.16/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 11

    Criar mecanismos de articulação entre os diversos níveis de formação, do ensino básico aos cursos técnicos, de graduação e pós-graduação, buscando certificar e incorporar os saberes tradicionais e populares, valorizando os educadores da comunidade e suas práticas de transmissão do conhecimento.

    CL.08.22/2.2 CL.13.10/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 12

    Reconhecer as práticas culturais como definidoras das subjetividades e buscar potencializar nas universidades os processos de formação de professores de arte para a rede de ensino básico, reformulando a grade curricular e incluindo no currículo vivências culturais e artísticas, aulas de campo e residências relacionadas aos Povos e Comunidades Tradicionais e às, manifestações e tendências artísticas e culturais urbanas.

    CE.PR.59/2.2 CL.08.21/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 13

    Desenvolver na mídia campanha de Educação Patrimonial para estimular a pesquisa e a salvaguarda do patrimônio histórico, artístico e cultural (material e imaterial), incluindo a divulgação das práticas de cultivo da agricultura familiar e a diversidade de biomas presentes nas diferentes regiões.

    CE.PB.05/2.1

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 14

    Criar, no plano federal, uma escola nacional de artes e corpos estáveis de teatro, música, dança, coro e arte experimental, dentre outros.

    CE.DF.05/2.1

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 15

    Criar e regularizar cursos técnicos que emitam DRT para artistas e técnicos.

    CE.RJ.05/4.2.B

    1
    Comentário   
  • Proposta 2.2 – 16

    Difundir a educação patrimonial no ensino formal e informal, editar folhetos e cartilhas e formar agentes de proteção do patrimônio cultural.

    CL.30.14/4.2

    1
    Comentário   
  • Proposta 2.2 – 17

     Estimular o exercício da função social dos museus por meio de estratégias de Educação Patrimonial, incluindo a realização de estudos de recepção de público e a construção de canais de diálogo com os diferentes públicos e seus distintos referenciais socioculturais.

    CL.20.08/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 18

    Garantir a inserção de conteúdo sobre cultura alimentar em todo material didático publicado pelos órgãos oficiais de ensino federais, estaduais e municipais, referente a disciplinas das seguintes áreas do conhecimento: História, Antropologia, Cultura, Educação Artística, Ciências Sociais e outras matérias afins.

    CL.03.16/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 19

    Acrescentar, nas ações do Acordo Interministerial nº 1/2011, entre os Ministérios da Cultura e da Educação, a articulação com as instituições de ensino dos níveis fundamental, médio e superior, para incluir nos respectivos projetos político-pedagógicos e nos projetos de pesquisa e extensão, conteúdos referentes ao campo conceitual da cultura, à legislação do setor e aos direitos culturais.

    CL.04.28/1.1

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 20

    Fortalecer os símbolos de identidade comunitária, utilizando os pontos de cultura como difusores desses símbolos nas escolas, universidades e na própria comunidade.

    CL.09.27/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 21

    Criar a Universidade Multicultural com ênfase em cursos presenciais e de educação à distância, focando no reconhecimento e manutenção dos mestres e mestras do conhecimento popular, por meio da criação de cursos, workshops e oficinas de resgate da história das cidades, patrimônio cultural, cultura tradicional, indígenas e mestiços, incluindo didática baseada na história contada pelos mestres da cultura popular e na veiculação dessas ações em escolas, rádios, TVs, internet e outras mídias.

    CE.AM.53/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 22

    Incentivar o desenvolvimento e a produção de material didático com conteúdos referentes às culturas populares, povos indígenas, povos e comunidades tradicionais, em linguagem que explore o dinamismo das novas mídias, atendendo às propostas de interdisciplinaridade da Lei de Diretrizes e Bases da Educação.

    CL.23.07/2.2

    1
    Comentário   
  • Proposta 2.2 – 23

    Assegurar que as produções culturais e acadêmicas que bebem na fonte da cultura cigana retornem com algum benefício para essas comunidades.

    CL.15.03/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 24

    Que o Ministério da Cultura apoie as ações de promoção da identidade cultural original cigana nas escolas.

    CL.15.19/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 25

    Criar um programa de formação e capacitação continuada para agentes sociais de cultura, gestores, por meio de parcerias, oficinas, pesquisas, plataforma virtual e outras modalidades, que preparem ou melhorem a qualidade dos profissionais e pessoas envolvidas com o fazer cultural, contemplando a criação, produção e publicação de material didático, em parceria com universidades e organizações afins, incluindo a área de informática.

    CE.AL.14/1.2 CE.MA.55/2.1.B CE.PI.73/3.2 CE.RN.09/3.1

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 26

    Criar, por meio de parcerias com instituições educacionais, mecanismos de formação, qualificação e assessoramento de gestores, produtores e agentes culturais que possibilitem: a) acesso a editais; b) ampliação de ações educativas e formativas dos pontos de cultura; c) e ações de engajamento de estudantes, técnico-administrativos e docentes das comunidades acadêmicas em atividades e práticas culturais.

    CE.AL.16/2.2 CL.07.21/2.2 CL.08.10/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 27

    Criar, de forma continuada, descentralizada e interiorizada, mecanismos de formação e capacitação de agentes culturais públicos e privados acerca dos marcos legais relativos às cadeias da economia criativa, a fim de difundir, resguardar e proteger juridicamente os bens culturais brasileiros; e promover uma campanha nacional, através dos meios de comunicação e dos usos colaborativos das tecnologias da informação, sobre a importância da proteção jurídica dos bens culturais, realizando ações educativas e publicitárias via Ministério da Cultura, para difundir o exercício dos direitos intelectuais.

    CE.PB.17/4.4

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 28

    Desenvolver manual de elaboração de projetos e prestação de contas com vídeo tutorial.

    CE.MT.07/1.4

    1
    Comentário   
  • Proposta 2.2 – 29

    Formar agentes públicos e da Sociedade Civil, por meio dos conselhos, em temas específicos, ministrados por representantes de grupos de cultura tradicional e étnica.

    CE.AM.34/3.3.B

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 30

    Fomentar a criação e o efetivo funcionamento de organizações da sociedade civil de interesse público, de abrangência regional, que realizem planos regionais de educação e formação artística e cultural.

    CL.12.27/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 31

    Garantir recursos para o mapeamento e a qualificação em gestão dos grupos e detentores do patrimônio cultural Talian.

    CL.12.25/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 32

    Ampliar a participação do campo da cultura no âmbito do programa “Ciências sem Fronteiras”.

    CL.04.40/1.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 33

    Compatibilizar a demanda dos funcionários dos museus por oficinas, palestras, cursos de capacitação e estágios técnicos com a identificação de possíveis parcerias para supri-la.

    CL.20.20/4.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 34

    Capacitar os profissionais do campo cultural já atuantes no ensino básico e fundamental, através de especializações, workshops e outros meios,(prevendo-se inclusive metodologias em EAD), bem como realizar cursos de qualificação sobre cultura popular e tradicional e sobre processos artístico-culturais para professores, agentes de cultura e comunidade em geral, ampliando o número de vagas, de bolsas de graduação e pós-graduação,e a oferta continuada de cursos de extensão.

    CE.RJ.2/1.2.D CL.08.23/2.2 CL.08.29/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 35

    Incentivar a aproximação das áreas da cultura e da educação para construir uma agenda conjunta de capacitação de professores e educadores e de financiamento e promoção da pesquisa, cursos livres, atividades esportivas, cursos profissionalizantes, programas de extensão, oficinas, intercâmbios e residências, estimulando a leitura e a construção de bibliotecas nas instituições e espaços públicos de cultura e ensino municipais, estaduais e federais, com a realização de programas e projetos de reconhecimento de direitos humanos, sociais e culturais.

    CE.RJ.9/3.1.B CL.20.13/2.4

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 36

    Incentivar os grupos tradicionais de cultura e os grupos da imigração a atuarem na formação de grupos de canto e de dança e na realização de festas, torneios e festivais nas mais diversas linguagens artísticas.

    CL.12.26/2.2 CL.15.01/2.1

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 37

    Contemplar parcerias visando a formação de pessoal qualificado para atuar em museus, seja em nível técnico (ampliação dos polos de formação de técnicos em museologia), seja em nível de graduação e pós-graduação.

    CL.20.19/4.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 38

    Promover oficinas de aprendizagem da Capoeira como fato cultural, seja para a confecção dos instrumentos seja para o ensino dessa arte nas praças, escolas, centros culturais, sindicatos e universidades, dentre outros.

    CL.26.10/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 39

    Estimular a formação de novos animadores culturais no país, com o objetivo de dar suporte às escolas em programas inovadores na interface entre a educação a cultura.

    CE.RJ.05/4.2.D

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 40

    Estimular o poder público a criar cursos de nível técnico, profissionalizante e superior (licenciaturas, tecnólogos e bacharelados) de formação nas mais diferentes linguagens e expressões da cultura brasileira, para os diversos segmentos da sociedade que trabalham direta ou indiretamente com a cultura, e criar, por meio de parcerias com as Instituições de ensino superior, cursos de nível médio/técnico, especialização e/ou extensão na área da gestão da cultura, possibilitando que estas instituições sejam beneficiadas por isenções tributárias e assim atendam o interior do país.

    CE.MA.39/1.2 CE.PR.51/1.2 CE.PR.52/1.2 CE.PR.61/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 41

    Garantir a efetivação da Lei n° 11.769/08, que dispõe sobre a obrigatoriedade do ensino da música na rede estadual e municipal de ensino, assegurando recursos e meios para sua implementação por profissionais capacitados e estabelecendo parcerias e convênios com universidades públicas, além de buscar a criação de lei similar para as demais linguagens artísticas, garantindo a participação de profissionais reconhecidos em suas respectivas áreas.

    CE.MG.20/3.4.C CE.PI.37/2.2 CE.SC.06/2.2

    3
    Comentários   
  • Proposta 2.2 – 42

    Estabelecer instrumentos legais e ampliar o alcance dos existentes, a fim de assegurar que pessoas de notório saber, em especial os mestres vinculados aos povos e comunidades que integram a Comissão Nacional de Desenvolvimento Sustentável dos Povos e Comunidades Tradicionais, possam atuar no campo da educação formal e na capacitação de professores.

    CE.PI.46/2.2 CE.PR.62/2.2

    1
    Comentário   
  • Proposta 2.2 – 43

    Alterar a Lei de Ensino da Música para que gradativamente o ensino seja exclusivo aos profissionais da Música, e que neste ínterim sejam qualificados técnicos para essa finalidade.

    CL.16.23/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 44

    Propor ao poder público que crie políticas públicas e legislação para incentivar e apoiar a realização de oficinas sobre direitos autorais, ministradas por órgãos competentes, a fim de propiciar conhecimentos aos criadores e produtores culturais.

    CE.AP.20/4.4

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 45

    Declaração pública de apoio da Ministra da Cultura e da frente parlamentar de cultura pela aprovação das leis que apoiam a produção de conteúdos educacionais de cultura afro-brasileira.

    CL.13.14/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 46

    Promover o diálogo e intercâmbio regulares, sistemáticos e institucionalizados entre Universidades e Instituições de Ensino Superior na esfera da produção cultural, difusão artístico-cultural-científica, assim como na formação de profissionais atuantes na produção e difusão cultural, artística e científica, disseminando e publicizando a produção acadêmica na área cultural em todo o país.

    CE.MA.84/3.3 CL.08.09/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 47

    Estabelecer diálogo intersetorial permanente e realizar parcerias com universidades para pensar a transversalidade da cultura e da educação entre os segmentos culturais, dentro do universo escolar e dos espaços públicos, a fim de fomentar o intercâmbio de conhecimentos e práticas indígenas e de povos e comunidades tradicionais e a valorização de seus mestres.

    CL.23.05/2.2 CL.25.07/2.2

    1
    Comentário   
  • Proposta 2.2 – 48

    Garantir, em parceria com as secretarias de educação municipais e estaduais, a promoção de exposições e feiras culturais, incluindo esses eventos no calendário cultural e escolar.

    CE.RR.72/3.3

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 49

    Estimular parcerias entre museus, universidades e escolas técnicas para intercâmbio de informações e conhecimentos, por meio de programas de formação e aprimoramento profissional e pesquisas científicas.

    CL.20.09/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 50

    Garantir a implementação, ampliação e desenvolvimento do “Programa Mais Cultura nas Escolas” e torná-lo política pública de estado, desvinculando-o do programa Mais Educação (a fim de atender a unidades escolares com diferentes avaliações de IDEB), bem como garantir que seus profissionais sejam remunerados de acordo com o exercício de suas funções, buscando garantir que até 2017 seja implementado em 100% das escolas públicas estaduais e municipais, contando, para tanto, com o fortalecimento da articulação entre os entes federados e com a melhoria da estrutura física e de capacitação da comunidade escolar.

    CE.DF.12/3.3 CE.PB.12/3.3 CE.RJ.05/2.1.I CE.SP.12/2.2 CL.25.08/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 51

    Ampliar o lançamento de editais para parcerias artísticas e culturais entre escolas e Centros Culturais, CEUs e/ou Pontos de Cultura, com o intuito de promover uma experiência pedagógica inovadora (como realização de aulas-espetáculos e rodas literárias), além de desenvolver projetos vinculados à educação pública que atendam, divulguem e fortaleçam as expressões artísticas e culturais, em especial os conteúdos educacionais sobre a cultura e a história das comunidades quilombolas, com foco na valorização positiva dessa cultura, ressaltando a beleza de suas tradições e seu protagonismo no processo de formação da identidade nacional, e valorizando o protagonismo dos mestres de saberes ancestrais e da juventude local na elaboração dos conteúdos.

    CE.AL.58/3.4 CE.GO.10/3.2 CL.13.09/2.2

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 52

    Criar o Programa Nacional de Preservação da Identidade Cultural e instituir incentivos às manifestações culturais populares que vêm sofrendo constantes descaracterizações por empreendimentos de grande impacto ambiental, social, econômico e cultural, além da proteção das comunidades cujo risco de ameaça cultural seja constatado. Recomenda-se, também, a articulação de órgãos ambientais e culturais para debater e resolver as situações em que a legislação ambiental impõe limitações às formas de vida das culturas tradicionais, com vistas à produção de espécies matrizes e corredores ecológicos agroflorestais, bem como promover o mapeamento e o reconhecimento dos territórios das comunidades tradicionais, quilombolas, indígenas, comunidades de terreiro, afrodescendentes e ciganos, para preservar as suas práticas culturais, garantindo o fomento e a implementação de um programa federal voltado para o desenvolvimento de atividades culturais para a infância, juventude e terceira idade (como educação física, dança, música, teatro, circo, artesanato, culturas tradicionais, entre outras), devidamente acompanhadas por profissionais de cada área específica, dentre estes os mestres de saberes tradicionais e populares, registrados ou não em seus conselhos regionais, e criar Institutos, Escolas Nacionais e Universidades para incentivar as artes das comunidades tradicionais, quilombolas, indígenas, afrodescendentes e das culturas populares.

    CE.RJ.3/3.4.A CE.RJ.3/3.4.B

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 53

    Promover políticas públicas tendo em vista a proteção do patrimônio cultural material e imaterial, a valorização da identidade cultural local e sua revitalização através de exposições, ações educativas e/ou produções culturais e garantir espaço nos canais públicos de televisão, em especial o futuro Canal da Cidadania, com o fortalecimento da gestão popular.

    CE.RJ.3/3.4.C

    0
    Nenhum comentário   
  • Proposta 2.2 – 54

    Criar Casa do Artista, com cursos e programas de formação e nas artes, voltados para as escolas.

    CL.16.24/2.2 CL.21.11/2.2

    1
    Comentário   
  • Proposta 2.2 – 55

    Incentivar a criação e funcionamento de Centros de Referência e Formação em comunicação social comunitária, com o protagonismo dos povos indígenas e dos povos e comunidades tradicionais.

    CL.23.09/3.1

    3
    Comentários